Geografia Poesia Fé: Sobre a Angústia de Existir

Sobre a Angústia de Existir


Gosto de fazer da vida meu laboratório, em certos momentos crio experiências que promovem a reflexão e nos impulsionam à busca de uma sentido maior. A partir desse objetivo, desenvolvi o habito de lançar uma pergunta ao ar, pergunta simples, cabreira, em momento descontraído e relativamente aleatório. Quase como um suspiro contemplativo, como um pensamento falado... "O que é a vida, não é?".
Mais interessante que a pergunta em si, foram as respostas e reações colhidas a partir deste estimulo. A grande maioria me olhava com uma cara de "Lá vem ele com mais uma doidice" ou com ar de "Ele está mesmo me perguntando isso?". Outros ainda respondiam algo do tipo, "deixa de pensamentos profundos e vai procurar o que fazer". Como se esse questionamento não fosse relevante para o mundo contemporâneo, onde a existência e o caos andam lado a lado e as grandes explicações caíram de moda. Na mentalidade humana "deus" falhou e mais atualmente a racionalidade da Ciência falhou, engraçado agora, a humanidade abraçar o Caos da pós-modernidade capitalista sublimados no pragmatismo, no individualismo e no hedonismo. Como se esse fosse um estilo de vida relevante, ou como se não fosse possível encontrar nada que seja relevante na existência.
Tive também outras respostas mais desconcertantes. A que mais me vem à memória foi quando questionei uma mulher adulta e muito trabalhadora, e no alto de seus dias super atarefados ela olhou para mim e disse... "A vida é uma AFRONTA!". Sei que ela falou isso de impulso, e sua resposta peculiar, me guio por uma série de reflexões durante muito tempo depois. Na época não tive a capacidade de compreender a totalidade do sentido de sua frase, mas ela ficou marcada em mim. Hoje, com a vivência do trabalho e em sala de aula, acredito que compreendo mais profundamente o seu significado. Em todos os momentos desde que nascemos temos que ser afrontados para poder superar nossos limites. Isso é algo que todos precisamos passar, um processo pedagógico que meche com as nossas estruturas mentais e emocionais, nos direcionando ao doloroso caminho do crescimento.
Outra resposta que vale nota foi a de um dos meus orientadores "A vida é uma oportunidade de a cada momento nos reconciliarmos com Deus e com o nosso próximo". Essa não é exatamente a minha favorita, mas se destaca ao trabalhar elementos popularmente tidos como "clichê" de uma maneira bem criativa. A vida é realmente repleta de oportunidades e a opção pelo caminho da reconciliação com Deus e com o nosso povo (história, identidade, cultura), são aspectos muito relevantes que se contrapõem claramente à lógica do caos e abraçam a possibilidade de sentidos maiores, de encontrar esperança em meio às dores cotidianas, de buscar um novo olhar para as experiências de conflito que tão pedagogicamente nos impulsionam pela via dolorosa do crescimento.

Até a Próxima,

Judson Malta.

Caso queira saber mais:
- Sobre questionamentos e a angustia da existência: Ler o livro de Eclesiastes
- Sobre a dor e o sofrimento como processo de crescimento: Ler Tiago 1
- Sobre a esperança da reconciliação com Deus e o seu povo: ler 2 Corintios cap 5.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual a sua opinião sobre a postagem? ... Deixe seu comentário aqui para interagirmos...

Curta e compartilhe nosso conteúdo!

Blog Geografia, poesia e fé - http://judsonmalta.blogspot.com.br/
Facebook Rede Geocaçadores: Geotecnologias e Ensino - https://www.facebook.com/geocacadoresnordeste
Canal YouTube Rede Geocaçadores: Geotecnologias e Ensino - https://www.youtube.com/channel/UCs52p9Orv3q8xh1Q1FB7LqQ

#Geocaçadores: O conhecimento é a maior aventura!

Veja também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...