Geografia Poesia Fé: Janeiro 2013

Rio nascente

Faz me simples
como rio nascente
que singelo
não conhece
obstáculos à frente
mas derrama se aventureiro
superando cada um
como se fosse o primeiro

Entrega-se o riacho
a cada passo
Entre voltas e revoltas
meandros terráqueos

inquebrável rigidez supera
joga-se em queda
beija a pedra

Passa riacho e torne a passar
Leve meus olhos com tuas águas
Lava-me todas as mágoas
Refrigera minh´alma
Brotando ao vale...
Plenitude e vida

Judson malta.

Veja também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...